Avaliação do impacto da acreditação em organizações de saúde brasileiras: um estudo quantitativo

SAUT, A. M. ; BERSSANETI, F. T. ; MORENO, M. C.
Título original:
Evaluating the impact of accreditation on Brazilian healthcare organizations: A quantitative study
Resumo:

Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar o impacto de programas de acreditação em organizações de saúde brasileiras.

Desenho: Realizamos um inquérito baseado num questionário on-line entre fevereiro e maio de 2016.

Ambiente: Organizações de saúde do Distrito Federal e de 18 estados brasileiros.

Participantes: Os gestores de qualidade de 141.organizações de saúde brasileiras foram os principais participantes do estudo.

Intervenção: O questionário foi aplicado a organizações acreditadas e não acreditadas.

Desfechos principais: Os desfechos principais foram atividades de segurança do paciente, atividades de gerenciamento da qualidade, atividades de planejamento (políticas e estratégias), envolvimento dos pacientes, envolvimento dos profissionais nos programas de qualidade, monitoramento das metas de segurança do paciente, impacto organizacional e impactos financeiros.

Resultados: O estudo identificou 13 impactos organizacionais associados à acreditação. Houve evidências de uma correlação significativa e moderada entre o status de organização acreditada e atividades de segurança do paciente, atividades de gerenciamento da qualidade, atividades de planejamento (políticas e estratégias) e envolvimento dos profissionais nos programas de qualidade. A correlação entre o status de organização acreditada e o envolvimento de pacientes foi significativa, mas fraca, sugerindo que esta questão deve ser tratada com uma política específica. O impacto da acreditação sobre os resultados financeiros não foi confirmado como relevante; no entanto, a necessidade de investimento na fase de planejamento foi validada.

Conclusões: O impacto da acreditação está relacionado principalmente a processos internos, cultura, treinamento, imagem institucional e diferenciação competitiva.

Resumo Original:

Objective: The aim of this study was to evaluate the impact of accreditation programs on Brazilian healthcare organizations.

Design: A web-based questionnaire survey was undertaken between February and May 2016. Setting: Healthcare organizations from the Federal District and from 18 Brazilian states.

Participants: The quality managers of 141 Brazilian healthcare organizations were the main respondents of the study.

Intervention: The questionnaire was applied to not accredited and accredited organizations.

Main Outcome Measures: The main outcome measures were patient safety activities, quality management activities, planning activities-policies and strategies, patient involvement, involvement of professionals in the quality programs, monitoring of patient safety goals, organizational impact and financial impacts.

Results: The study identified 13 organizational impacts of accreditation. There was evidence of a significant and moderate correlation between the status of accreditation and patient safety activities, quality management activities, planning activities-policies and strategies, and involvement of professionals in the quality programs. The correlation between accreditation status and patient involvement was significant but weak, suggesting that this issue should be treated with a specific policy. The impact of accreditation on the financial results was not confirmed as relevant; however, the need for investment in the planning stage was validated.

Conclusions: The impact of accreditation is mainly related to internal processes, culture, training, institutional image and competitive differentiation.

Fonte:
Int J Qual Health Care ; 29(5): 713-721; 2017. DOI: 10.1093/intqhc/mzx094.