Avaliação da cultura de segurança em hospitais públicos no Brasil

CARVALHO, R. E. ; ARRUDA, L. P. ; NASCIMENTO, N. K. ; SAMPAIO, R. L. ; CAVALCANTE, M. L. ; COSTA, A. C.
Resumo:

Objetivo: avaliar a cultura de segurança em três hospitais públicos.

Método: estudo transversal realizado  em  três  hospitais  públicos  brasileiros,  desenvolvido  com  profissionais  de  saúde aplicando-se o Safety Attitudes Questionnaire (SAQ). Foram considerados positivos escores maiores ou iguais a 75.

Resultados: participaram do estudo 573 profissionais, incluindo técnicos e auxiliares de enfermagem 292 (51%), enfermeiros 105 (18,3%), médicos 59 (10,3%), e outros profissionais 117 (20,4%). A média do SAQ variou entre 65 a 69 nos três hospitais. No entanto, entre os domínios, Satisfação no trabalho apresentou maior escore e o oposto foi observado no domínio Percepção da gerência. Os profissionais terceirizados apresentaram melhor percepção da cultura de segurança do que os profissionais estatutários. Os profissionais de nível superior apresentaram melhor percepção dos fatores estressores do que os profissionais de nível médio.

Conclusão: o nível de cultura de segurança encontrado é abaixo do ideal. As ações gerenciais são consideradas o principal contribuinte para a fragilidade da cultura, entretanto os profissionais demonstraram-se satisfeitos com o trabalho.

Fonte:
Rev. Latino-Am. Enfermagem ; 25: e2849; 2017. DOI: 10.1590/1518-8345.1600.2849.