Análise do impacto de uma ferramenta de avaliação aleatória da segurança em tempo real sobre indicadores de estrutura, processo e resultado: um estudo multicêntrico

BODÍ, M. ; OLIVA, I. ; MARTÍN, M. C. ; GILAVERT, M. C. ; MUNOZ, C. ; OLONA, M. ; SIRGO, G.
Título original:
Impact of random safety analyses on structure, process and outcome indicators: multicentre study
Resumo:

Contexto: Estudo realizado para avaliar o impacto de uma ferramenta de avaliação aleatória da segurança em tempo real sobre indicadores de estrutura, processo e resultado.

Métodos: Estudo prospectivo realizado ao longo de um período de 12 meses em duas unidades de terapia intensiva para pacientes adultos. Foram realizadas rondas de segurança três dias por semana para verificar 37 medidas de segurança (agrupadas em 10 blocos). Em cada ronda, foram randomizados 50% dos pacientes e 50% das medidas. O impacto desta ferramenta de segurança foi analisado em indicadores de estrutura (cultura de segurança, protocolos para o cuidado de saúde), processo (proporção da melhoria relacionada à aplicação da ferramenta [PMR]) e resultado (mortalidade, tempo médio de internação, taxa de bacteremia associada a cateter e taxa de pneumonia associada à ventilação mecânica [PAVM]).

Resultados: Ao todo, foram analisados 1.214 pacientes-dia. Indicadores de estrutura: o uso da ferramenta de segurança esteve associado a um aumento no clima de segurança e na criação/modificação de protocolos para o cuidado de saúde (sedação/analgesia e desmame). Indicadores de processo: 12 das 37 medidas apresentaram PMR>10%; 6 apresentaram uma redução progressiva na PMR durante o período do estudo. A carga de trabalho da enfermagem e a gravidade da condição do paciente no dia da análise estiveram associadas independentemente a uma maior PMR em metade dos blocos de variáveis. Indicadores de resultado: Observou-se uma redução significativa na taxa de PAVM.

Conclusões: A ferramenta de avaliação aleatória da segurança em tempo real melhorou os processos de cuidado e a adesão às diretrizes de prática clínica e esteve associada a melhorias nos indicadores de estrutura, processo e resultado.

Resumo Original:

Background: To assess the impact of a real-time random safety tool on structure, process and outcome indicators.

Methods: Prospective study conducted over a period of 12 months in two adult patient intensive care units. Safety rounds were conducted three days a week ascertaining 37 safety measures (grouped into 10 blocks). In each round, 50% of the patients and 50% of the measures were randomized. The impact of this safety tool was analysed on indicators of structure (safety culture, healthcare protocols), process (improvement proportion related to tool application, IPR) and outcome (mortality, average stay, rate of catheter-related bacteraemias and rate of ventilator-associated pneumonia, VAP).

Results: A total of 1214 patient-days were analysed. Structure indicators: the use of the safety tool was associated with an increase in the safety climate and the creation/modification of healthcare protocols (sedation/analgesia and weaning). Process indicators: Twelve of the 37 measures had an IPR > 10%; six showed a progressive decrease in the IPR over the study period. Nursing workloads and patient severity on the day of analysis were independently associated with a higher IPR in half of the blocks of variables. Outcome indicators: A significant decrease in the rate of VAP was observed.

Conclusions: The real-time random safety tool improved the care process and adherence to clinical practice guidelines and was associated with an improvement in structure, process and outcome indicators.

Fonte:
Ann Intensive Care ; 7(1): 23; 2017. DOI: 10.1186/s13613-017-0245-x.