Análise de 415 eventos adversos na prática odontológica na Espanha entre 2000 e 2010

PEREA-PEREZ, B. ; LABAJO-GONZALEZ, E. ; SANTIAGO-SAEZ, A. ; ALBARRAN-JUAN, E. ; VILLA-VIGIL, A.
Título original:
Analysis of 415 adverse events in dental practice in Spain from 2000 to 2010
Resumo:

Introdução: Os esforços para aumentar a segurança do paciente tornaram-se um dos principais focos de todas as profissões da saúde, ainda que, na área da odontologia, as iniciativas tenham surgido mais tarde e tenham sido menos ambiciosas. O principal objetivo da segurança do paciente é evitar ao máximo os efeitos adversos evitáveis e limitar as consequências negativas dos que não são evitáveis. Portanto, é essencial verificar quais eventos adversos ocorrem em cada atividade de cuidado odontológico, de modo a estudá-los em profundidade e propor medidas de prevenção.

Objetivos: Verificar as características dos eventos adversos decorrentes do cuidado odontológico, classificá-los de acordo com seu tipo e origem, determinar suas causas e consequências e detectar os fatores que facilitaram a sua ocorrência.

Materiais e métodos: Este estudo incluiu dados gerais da série de eventos adversos odontológicos do Observatório Espanhol para a Segurança do Paciente em Odontologia (OESPO), após o estudo e a análise de 4.149 processos (judiciais e extrajudiciais) por má prática odontológica entre os anos 2000 e 2010 na Espanha.

Resultados: Os tratamentos com implantes, a endodontia e a cirurgia oral apresentaram as maiores frequências de eventos adversos nesta série (25,5%, 20,7% e 20,4%, respectivamente). Da mesma forma, segundo os resultados, até 44,3% dos eventos adversos deveram-se a erros e complicações previsíveis e evitáveis.

Conclusões: Uma porcentagem muito significativa dos eventos adversos deveu-se a erros e complicações previsíveis e evitáveis que não deveriam ter ocorrido.

Resumo Original:

Introduction: The effort to increase patient safety has become one of the main focal points of all health care professions, despite the fact that, in the field of dentistry, initiatives have come late and been less ambitious. The main objective of patient safety is to avoid preventable adverse events to the greatest extent possible and to limit the
negative consequences of those which are unpreventable. Therefore, it is essential to ascertain what adverse events occur in each dental care activity in order to study them in-depth and propose measures for prevention.

Objectives: To ascertain the characteristics of the adverse events which originate from dental care, to classify them in accordance with type and origin, to determine their causes and consequences, and to detect the factors which facilitated their occurrence.
Material and Methods: This study includes the general data from the series of adverse dental vents of the Spanish Observatory for Dental Patient Safety (OESPO) after the study and analysis of 4,149 legal claims (both in and out of court) based on dental malpractice from the years of 2000 to 2010 in Spain.

Results: Implant treatments, endodontics and oral surgery display the highest frequencies of adverse events in this series (25.5%, 20.7% and 20.4% respectively). Likewise, according to the results, up to 44.3% of the adverse events which took place were due to predictable and preventable errors and complications.

Conclusions: A very significant percentage were due to foreseeable and preventable errors and complications that should not have occurred.

Fonte:
Sociedad Española de Medicina Oral ; 19(5): e500-5; 2014. DOI: 10.4317/medoral.19601.