Adesão de médicos às normas de qualidade e segurança do paciente: o papel das abordagens de fiscalização e do compromisso, segundo a percepção de médicos

Weske, U. ; Boselie, P. ; Boselie, P. ; van Rensen, E. ; Schneider, M.
Título original:
Physician compliance with quality and patient safety regulations: The role of perceived enforcement approaches and commitment
Resumo:

A implementação de um sistema de acreditação para a qualidade e para a segurança do paciente é crucial para os hospitais. Embora os sistemas de controle – como a acreditação – possam contribuir para melhorar a qualidade, também podem provocar consequências indesejadas. Como resultado, é preciso encontrar maneiras de evitar ou reduzir tais consequências. Este estudo procura responder a essa questão, explorando a associação de diferentes abordagens para a aplicação de regras (punição, baseada no monitoramento e na ameaça de sanções; e persuasão, baseada no diálogo e na sugestão) com a adesão a essas regras. Para testar a relação entre a forma como os médicos percebem os métodos de fiscalização e a sua adesão às normas, utilizamos dados de inquéritos coletados com médicos especialistas (N=92) de um grande centro médico acadêmico. Os resultados indicam que o mesmo sistema é interpretado de diferentes maneiras e que somente a abordagem percebida como um sistema baseado na persuasão está relacionada a níveis mais elevados de adesão. Este efeito é inteiramente mediado pelo compromisso afetivo. A abordagem percebida como sistema baseado na coação não gerou nenhum efeito direto ou indireto sobre a adesão. Estes resultados sugerem que os sistemas de controle podem ser percebidos de diferentes maneiras e que, portanto, a implementação de um sistema de controle não leva automaticamente a resultados negativos e indesejados.

Resumo Original:

he implementation of a quality and patient safety accreditation system is crucial for hospitals. Although control systems—such as accreditation—can contribute to quality improvements, they also run the risk of unintended consequences. As a result, ways should be found to avoid or reduce these undesirable consequences. This study aims to answer this call by exploring the association of different approaches to the enforcement of rules (punishment, based on monitoring and threats of sanctions; and persuasion, based on dialog and suggestion) with compliance. To test the relation between perceived enforcement and compliance, this study used survey data collected from medical specialists (N = 92) of a large academic medical center. The findings indicate that the same system is interpreted differently and that only a perceived persuasion approach is related to higher levels of compliance. This effect is fully mediated by affective commitment. No direct or indirect effects on compliance were found for a perceived coercive approach. These results suggest that control systems can be perceived in different ways and that the implementation of a control system does therefore not automatically lead to negative and unintended outcomes. 

Fonte:
BMC Health Serv Res ; 18(62): 2018. DOI: 10.1186/s12913-018-2865-8.