Adesão à lista de verificação de segurança cirúrgica da OMS: desvios e possíveis melhorias

RYDENFÄLT, C. ; JOHANSSON, G. ; ODERICK, P. ; ÅKERMAN, K. ; LARSSON, P.A.
Título original:
Compliance with the WHO Surgical Safety Checklist: deviations and possible improvements
Resumo:

Contexto: Estudos anteriores sugerem que a pausa cirúrgica para a aplicação da Lista de Verificação de Segurança Cirúrgica da Organização Mundial da Saúde reduz as falhas de comunicação e as complicações do cuidado de saúde e ajuda no desenvolvimento de melhores atitudes de segurança. Pesquisas prévias também indicam que diferentes valores podem afetar a implementação das intervenções.

Objetivo: Investigar o uso da lista de verificação na prática e catalogar desvios a fim de identificar oportunidades de melhoria.

Desenho: Ao todo, 24 procedimentos cirúrgicos foram gravados em vídeo. A pausa cirúrgica foi analisada quantitativamente, avaliando-se a adesão a um protocolo observacional predefinido baseado na lista de verificação. Também foi realizada uma análise qualitativa para descrever as razões para a não-adesão.

Ambiente: Centro cirúrgico de um hospital distrital sueco.

Principais Medidas de Resultado: Adesão aos itens da lista de verificação e participação dos diferentes grupos de profissionais. As atividades foram realizadas durante a pausa cirúrgica.

Resultados: Os itens associados a uma maior adesão foram a identidade do paciente, o tipo de procedimento e o uso de antibióticos; os itens associados a uma menor adesão foram o sítio de incisão, a revisão por equipes de enfermeiros cirúrgicos e informações ligadas a exames de imagem. Em metade das operações ocorreu a introdução de membros na equipe. Os cirurgiões e a equipe de anestesia dominaram a pausa cirúrgica.

Conclusão: A lista de verificação nem sempre é aplicada conforme o previsto. Os componentes que facilitam a comunicação são negligenciados com frequência. A pausa cirúrgica não parece ser realizada como um esforço em equipe. É plausível que as concepções dos profissionais sobre o risco e sobre a importância dos diferentes itens da lista de verificação sejam fatores que influenciam seu uso. Para melhorar a adesão e envolver toda a equipe, é preciso trabalhar sobre o conceito de risco e sobre a relevância dada aos itens da lista de verificação por todos os membros da equipe.

Palavras-chave: listas de verificação, comunicação, segurança do paciente, melhoria de qualidade, trabalho em equipe

Resumo Original:

Background: Previous research suggests that the World Health Organization Surgical Safety Checklist time-out reduces communication failures and medical complications and supports development of better safety attitudes. Previous research also indicates that different values can affect the implementation of interventions.

Objective: To investigate the actual usage of the checklist in practice and to catalogue deviations for the purpose of identifying improvements.

Design: Twenty-four surgical procedures were video recorded. The time-out was analysed quantitatively assessing compliance with a predefined observational protocol based on the checklist and qualitatively to describe reasons for non-compliance.

Setting: The operating unit of a Swedish county hospital.

Main Outcome Measures: Compliance with checklist items and the participation of different personnel groups. Activities were conducted during the time-out.

Results: Highest compliance was associated with patient ID, type of procedure and antibiotics; the worst with site of incision, theatre nurse team reviews and imaging information. Team member introductions occurred in half of the operations. Surgeons and the anaesthesia team dominated the time-out.

Conclusion: The checklist is not always applied as intended. The components that facilitate communication are often neglected. The time-out does not appear to be conducted as a team effort. It is plausible that the personnel's conception of risk and the perceived importance of different checklist items are factors that influence checklist usage. To improve compliance and involve the whole team, the concept of risk and the perceived relevance of checklist items for all team members should be addressed.

Key words: checklists, communication, patient safety, quality improvement, teamwork

Fonte:
Int J Qual Health Care ; 25(2): 182-187; 2013. DOI: 10.1093/intqhc/mzt004.
DECS:
Lista de Verificação, Segurança do Paciente/normas, OMS, Melhora de Qualidade